descobrindo heróis
Compartilhando experiências: Descobrindo Heróis, de Gilmar Lima
30 de Janeiro de 2017
A transformação – uma nova versão de si mesmo
1 de Fevereiro de 2017
desenvolver talentos

Não existe certo e errado quando se trata de pessoas. Cada um tem o seu crescimento de acordo com os estímulos que recebe e como eles desenvolvem seu caminho profissional. Mas, então, o que levar em conta na hora de desenvolver talentos?

Outro dia, em uma palestra sobre Gestão de Pessoas, escutei uma comparação que muito me interessou: foi dito que ter uma carreira de sucesso pode ser comparado a ter uma vida saudável ou não. Da mesma forma que somos fisicamente aquilo que construímos, tendo ou não uma musculatura forte e resistente para envelhecer, na vida profissional também somos aquilo que exploramos.

Isso significa que, para sermos um profissional de sucesso, devemos buscar um autoconhecimento constante, conhecer nossos pontos fracos e desenvolver constantemente a nossa musculatura, para nos tornarmos profissionais fortes e poderosos. Mas como realizar esse trabalho de lapidação em nossas equipes?

Primeiro passo – reconhecer os talentos

Saber quem faz parte do seu time é a primeira etapa do desenvolvimento de talentos. Pessoas são diferentes e únicas, entender isso e saber observar quais as qualidades de cada um e para que tipo de tarefas podem ser aproveitadas é o papel do gestor.

Segundo passo – entender as necessidades da sua empresa

Cada empresa, cada cargo e cada momento pedem diferentes qualidades e aptidões de um time. Estar atento para o que é realmente necessário para o bom funcionamento de uma companhia é fundamental. Com isso, é possível realocar, fazer adaptações, modificar descrições de cargos e tarefas.

Terceiro passo –  criar um projeto de assessment

Devemos sempre olhar para dentro da empresa e buscar primeiro possíveis talentos. Assessment é avaliar competências, conhecer com maior eficiência e critério as pessoas, buscar autoconhecimento e gestão do conhecimento. Com um projeto estruturado, é possível desenvolver e avaliar constantemente os resultados, criando novos desafios e, assim, formando talentos continuamente.

7 Comentários

  1. Adilson disse:

    Quarto passo,saúde do pessal:
    Avaliar cada etapa do processo, físico,psicológico e o ambiente interno e externo da empresa.
    Saúde emocional em boa forma,resultado positivo na produtividade.

  2. Ricardo Vasconcelos Lelis disse:

    Boa noite Társia,

    Quando se fala em talentos, desenvolvimento, capacitação tudo isso eu relaciono com o maior investimento que uma organização pode fazer para a própria saúde organizacional “INVESTIR NO CAPITAL HUMANO”.

    Eu não consigo imaginar longevidade em uma empresa que não pensa nos seus parceiros. Acredito eu, no meu limitado conhecimento sobre a Transpes, ser uma empresa que sempre deu atenção especial ao seu time, afinal, 50 anos não são 50 dias ou 50 meses. É muito trabalho envolvido, muitos erros cometidos mas também muitos acertos.

    Em um passado não muito distante, o Marketing era algo primordial em uma organização. Mostra-la para o mundo externo. Só esqueciam de fazer o marketing interno e mostrar a empresa para o mundo interior.

    Eu sempre levarei a máxima que aprendi com um grande amigo empreendedor: “QUEM FAZ O BEM E O CERTO, ATRAI MAIS DO MESMO..!”

    Os 3 pontos que você destacou, não existe uma empresa sem talentos e sim talentos ocupando lugares errados. Todos têm algo a oferecer de produtivo para a empresa. Se não tiver, o mercado se encarregará de coloca-lo no lugar certo assim como trazer ou mostrar o talento de quem o time precisa.

    Grande abraço!

    Att.

    Ricardo Vasconcelos Lelis

  3. Ciane disse:

    Ótimo tema , gostei muito ! Abraço 👌🙋

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *