reconhecer o que há de errado
Como reconhecer o que há de errado na minha empresa?
24 de janeiro de 2017
os elos da cadeia
A experiência de se aproximar de todos os elos da cadeia
26 de janeiro de 2017
treinamentos

Gosto muito de falar sobre um assunto que considero extremamente muito importante: a necessidade de toda empresa passar por auditorias anuais ou semestrais para rever processos. O treinamento de qualquer empresa garante qualidade das atividades desenvolvidas. Detectou um problema? Pode ser a hora de rever treinamentos.

Com a experiência de viver na pele da Vitória, no Chefe Secreto do Fantástico, pude perceber que, mesmo com processos bem organizados, avaliações constantes de qualidade e certificações, o dia a dia de uma empresa prescinde de um olhar apurado e constante. Até mesmo os treinamentos precisam de atualização.

Processos precisam de atualização. Novos equipamentos surgem, necessidades são observadas no decorrer das tarefas e é no andamento do trabalho que, muitas vezes, percebemos algo que acreditávamos estar certo, mas que não corre tão bem quando o esperado.

A máxima “em time que está ganhando não se mexe” é verdadeira? Eu acredito que não, que podemos sempre melhorar, incrementar, aumentar resultados. E isso só acontece de duas formas: se sabemos o que acontece no chão de fábrica e se estamos abertos a aprimorar todo e qualquer processo. Em qualquer negócio, quando percebemos, numa auditoria, por exemplo, que resultados estão comprometidos de alguma forma, é momento de processos, incluindo treinamentos, serem revistos.

A questão, sempre é não esperar pela crise. Não esperar que os indicadores baixem nas planilhas. E, para isso, a gestão precisa estar atenta a qualquer necessidade de mudança. Uma empresa de sucesso não aceita acomodação, se está bom, pode estar melhor!

7 Comentários

  1. EDMAR disse:

    Parabéns muito legal sua atitude grande empresária grande iniciativa

  2. Junior Fonseca disse:

    Ola ! Tarsia

    Trabalhei em uma empresa e junto com meu patrão em plantamos reuniões semanais e um relatório mensal bem detalhado.
    Uma caixa de opiniões para cada funcionário dar uma sugestão para melhoramento da empresa.
    E a cada 6 meses um balancete geral da empresa, assim acompanhávamos tudo que acontecia.
    O principal que melhorou muito a empresa foi fazer um controle rigoroso de tudo que entrava e saída da empresa.
    Isto é apenas uns fatos de uma empresa que trabalhei, apenas um comentário que as vezes se aproveita alguma coisa.
    Um grande abraço
    E continue sendo esta pessoa incrível e maravilhosa , pois é uma pessoa do bem e uma mulher especial.
    Seu amigo e fã , se eu puder.
    Me desculpe por algo

  3. Sérgio Valério Gonçalves disse:

    Partir da premissa de o quê está bom, pode ser melhorado, gostei do raciocínio, parabéns.

  4. Ricardo Vasconcelos Lelis disse:

    A máxima “em time que está ganhando não se mexe” é verdadeira?

    Sem dúvida alguma é completamente FALSA! Quando o time está ganhando, ai sim é a hora de sentar e analisar os pontos.
    Vamos levar para o mundo do futebol como exemplo. O Barcelona é um grande time… se em determinado ano ele ganhou todos os títulos possíveis e no ano seguinte não repetiu isso, será que o time ficou pior ou seria os adversários que buscaram melhorar para bate-lo?

    Como no post anterior falava sobre Auditorias, explanei que um auditor ele não procura apenas falhas, mas também busca melhorar o que já é bom.

    Eu não diria que hoje temos concorrentes e sim parceiros de mercado. Para quem sabe trabalhar bem e com eficiência, tem cliente para todo mundo em qualquer setor. Mas uma empresa que não busca a eficiência 24 horas por dia, 7 dias na semana, 4 semanas no mês e 12 meses ao ano está destinada a tropeços, ou até mesmo fracassar, afinal a “concorrência” fará isso.
    Se me perguntarem o que separa o 1º do 2º lugar em um mercado, é justamente isso, a busca constante pela eficiência.

    Mais uma vez, Parabéns pelo post!
    Grande abraço!

    Ricardo

  5. Paulo Gil disse:

    Tarsia, bom dia.

    Penso que o termo Auditoria é uma palavra forte, embora tecnicamente correta, a Auditoria no chão de qualquer fábrica, não soa bem.

    Gostei da sua colocação; “se sabemos o que acontece no chão de fábrica e se estamos abertos a aprimorar todo e qualquer processo” , mas raras são as empresas
    que atuam dessa forma, e nem sempre o time é o “culpado”, na maioria das vezes os time faz o que mandam ele fazer.

    O que precisa mudar são as “coisas” e não os times.

    Quando assisti o carregamento do vagão de trem na carreta operada pela Sra. Neuza, achei sensacional e tive um zilhão de dúvidas e ideias para acelerar o processo,
    mas com certeza o pessoal que carrega os vagões dia a dia, têm grandes ideias e com certeza melhores do que as minhas, afinal eu vi carregar um vagão numa carreta uma só vez.

    Ai é que está o dinamismo que as empresas têm de buscar, mas chego até pensar que eu sonho demais.

    TREINAMENTO:

    Este item para mim é especial, pois ele tem três resultados diretos.

    1- Valorização do profissional como ser humano e profissional;

    2- Aprendizado.

    3- Integração entre pessoas e grupos.

    Claro que todo treinamento tem custos, mas o Treinamento constante é o oxigênio de todo profissional e num treinamento muitas novas ideias para aprimoramento
    de processos podem ocorrer.

    Não relaciono problema a rever treinamentos.

    Treinamento é auto atualizável se realizado constantemente é claro.

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *