tarsia gonzalez
Tarsia Gonzalez, a empresária que idealizou e implantou processos na Transpes para a conquista dos 3 prêmios consecutivos de melhor empresa para se trabalhar do Brasil
28 de novembro de 2016
distância elegante
A distância elegante nos relacionamentos empresariais
30 de novembro de 2016
acolhimento

Acolhimento: como a construção de uma empresa humana e que ouve seus funcionários resultou no prêmio de melhor empresa para se trabalhar no Brasil por 3 anos consecutivos.

Acolhimento: Em pesquisa realizada pelo “Guia Você SA – As 150 melhores empresas para você trabalhar”, a mineira Transpes ganha três prêmios: Empresa do ano, CEO mais admirado do Brasil e Melhor empresa do setor de Logística e Transportes. Tarsia Gonzalez, presidente do Conselho de Administração da companhia e que dirige a empresa ao lado dos dois irmãos, conta como foi o processo para humanizar a empresa e construir laços com os funcionários. “O Prêmio veio naturalmente, exatamente porque as pessoas honram nossa empresa e se sentem felizes com o trabalho que realizam”, revela Tarsia, psicóloga de formação e gestora por paixão. Ela conta que começou cedo, assim como seus irmãos: “nosso objetivo era continuar o trabalho criado pelo nosso pai”.

Tarsia explica que seu papel na empresa sempre foi investir na aproximação com o time: “eu pensava: de que forma posso motivar meu funcionário a trabalhar mais feliz?” Dessa inquietude nasceram mudanças profundas, que foram sendo realizadas aos poucos e moldando a companhia. Entre essas mudanças, estão a criação de um Departamento de Recursos Humanos estruturado, com controles de qualidade e inovações, salários e planos de carreira acima dos que são praticados no mercado, criação de uma área de acolhimento para receber ideias, sugestões e iniciativas dos colaboradores.

Área de acolhimento

“Sempre me coloquei no lugar do outro”, enfatiza Tarsia, “e sempre soube que se a família do funcionário estiver bem, ele trabalhará tranquilo e mais feliz”. Daí a importância da área de acolhimento, na qual, durante 10 anos, Tarsia atendeu a todos pessoalmente. Ao perceber que a demanda era muito maior do que imaginava, a empresa contratou psicólogos para ajudar no atendimento e fazer uma triagem dos assuntos mais urgentes. De qualquer forma, os gestores seguem conversando diretamente com quem os procura: “nossas portas estão sempre abertas para todos”, enfatiza Tarsia.

Todas as mudanças foram sendo realizadas com uma arma infalível: a empatia. De 1986, quando Tarsia começou na empresa, até seu afastamento voluntário para sucessão e posterior presidência do conselho administrativo, a Transpes ganhou em engajamento e conexão com seus diversos times. “Com 50 anos de mercado, temos 35% do nosso pessoal com mais de 15 anos de trabalho conosco e a retenção desses talentos vai além de questões técnicas”, explica a presidente, que finaliza: “nós valorizamos muito àqueles que têm amor, atenção e compromisso com a marca. Eu acredito que somos todos iguais e que para alcançar o sucesso precisamos ter esta simplicidade em nossas ações”.

Prêmio

Não à toa, o resultado do prêmio concedido pela Você S/A foi totalmente positivo. Durante um mês, doze repórteres da revista se dividiram para visitar 200 empresas espalhadas por 91 cidades por todo o Brasil e assim chegar às 150 selecionadas no guia. Sandro Gonzalez, irmão de Tarsia, recebeu o prêmio de CEO mais admirado do Brasil e a companhia venceu em duas categorias: Empresa do ano e Melhor empresa do setor de Logística e Transporte.

3 Comentários

  1. Geraldo Afonso Porto Pedrosa disse:

    Li os dois artigos e julgo que a ideia da Área de Acolhimento é algo extremamente inovador e importante. Fiquei muito interessado em saber como implantar tal estrutura e filosofia na empresa sem onerar seu custo de forma a impactar significativa e negativamente no resultado.
    Quanto à igualdade de gêneros dentro da empresa, sempre gostei muito de trabalhar com mulheres e tive várias se destacando como melhores profissionais, particularmente na Área de Vendas. As mulheres, de uma forma geral, são detalhistas, perspicazes e colocam foco em seus objetivos. Portanto, a mescla de gêneros na equipe de trabalho é altamente salutar e edificante em termos de formação do time e busca dos melhores resultados para a empresa.

  2. Elis Colares disse:

    Cada detalhe que o acolhimento trás é uma história de sucesso que a Transpes tem para contar. Transpes a MELHOR EMPRESA PARA SE TRABALHAR NO BRASIL.

  3. Cristiano Rezende disse:

    Acolhimento, esta é apenas uma das ações que Tarsia realiza naturalmente na vivencia com cada pessoa que atravessa seu caminho, não tinha como ser diferente na Transpes!!!
    Na minha opinião a implantação do programa e sua formalidade são reflexos apenas de atitudes verdadeiras e sinceras que recebemos na empresa, não tinha como não ser um GRANDE SUCESSO…
    PARABÉNS!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *