Saber pedir ajuda
8 de fevereiro de 2017
O dilema entre ser e ter
10 de fevereiro de 2017

O que falta nas relações – Parte I Reconhecimento

Nesta série de 3 textos, vou falar sobre o que falta para que as relações de hoje, sejam profissionais ou pessoais, sejam mais saudáveis e consistentes. O que você acha que falta nas suas relações? Nesta primeira parte, o reconhecimento.

Vivemos em uma realidade exigente e perfeccionista. Todos querem extrair o melhor de tudo e de todos, em busca da maior produtividade. Com essa premissa, exigimos, requisitamos, demandamos. Mas será que estamos exercitando o contraponto e reconhecendo trabalhos, talentos, ajudas?

Se pensarmos no Brasil, estamos também vivendo um momento especial, de revisão de valores e do que realmente significa ética, tanto nas corporações, como em toda a sociedade e é exatamente em momentos como esse que o verdadeiro reconhecimento nas relações se faz essencial.

Está na hora de ignorar o mal e aplaudir aquele que se manteve íntegro em seus valores, que seguiu ao seu lado durante toda a crise, que deu seu melhor, independente de expectativas e necessidades. É preciso saber separar a realidade do que consideramos ideal. Muitas vezes, sofremos porque não obtivemos de alguém o que nós consideramos o melhor, não tivemos nossas expectativas preenchidas. Mas e se aquele foi o melhor que aquela pessoa pode lhe dar? O esforço foi recompensado, ou a pessoa teve seu empenho e dedicação ignorado em nome de objetivos não cumpridos?

Vejo um mundo tão triste e miserável no que se refere a valores, muitos se questionam o que é certo ou errado. Buscar reconhecimento é querer uma gratificação emocional que nos motiva e nos conduz a sempre fazer melhor. Se a empresa em que você trabalha o elege “funcionário do mês” e você foi realmente dedicado, vai sempre se sentir reconhecido e feliz.

Por outro lado, se você entregou seu melhor, mas tem um gestor não humanizado, que trata a todos como se não tivessem feito mais do que sua obrigação, o sofrimento é inevitável. Somos humanos. E a angústia e falta de reconhecimento gerados podem até adoecer.

Quando reconhecemos o outro, nos dizemos grato a ele. A gratidão valoriza e fortalece a autoestima, cria-se um ciclo construtivo que reforça as competências.

9 Comentários

  1. Pedro Marins disse:

    maravilha gostei muito Tarsia parabéns , acho que esta na hora de escrever um livro sobre relacionamento empresarial , ralação chefe e empregado oq acha!!!!!!!

  2. Eterson Soares disse:

    Parabéns pela iniciativa de mostrar os pensamentos reais de uma empresária, concordo com tudo o que você escreveu, só gostaria de que mais empresários pensasem e agissem como você, acredito que qualquer pessoa é capaz de muita coisa desde que tenha a oportunidade é incentivo certo, o que falta é acreditar e agir mais.

  3. Aguinaldo Carvalho disse:

    Tarsia, este primeiro texto me impactou, ja estou ansioso para o próximo.Acredito fielmente na gratidão!

  4. Ismail rocha disse:

    Um simples bom dia ja um grande incentivo

  5. Raquel disse:

    Que legal sua matéria! Muito inteligente! Poderia aplica lá às pessoas do setor de suprimentos da sua empresa. Principalmente quando fala de um gestor não humanizado. Terá várias histórias interessantes como “case”. Tenho certeza que se acompanhar de perto entenderá.

  6. Arnaldo Maciel disse:

    Esse texto! Mim faz pensar quer:
    Enquanto ficamos criticando políticos,
    Pelos erros, e não nos corrigirmos!!
    Nunca iremos ter um pais desenvolvido, porque não adianta leis, si não cultivamos, a cultura dos Bons costumes, ou seja,: não adianta um pai dizer para o seu filho: Faça o que digo, mais não faça o que faço, e preciso quer não só saibamos, mais tenhamos a consciência, que toda escolhas tenha as suas consequências, pois precisamos resgatar, o que está aponto de si perder, pois uma sociedade consiste de : Três partes, a primeira base familiar, a segunda, escolar, e terceira professor, pois um pais que menospreza a educação, e conturba as leis familiar, desmoralizar o professor! Não pode ter uma sociedade, próspera e zelosa com a sua pátria,

  7. Raquel disse:

    Muito interessante seu texto! Sábias palavras! Poderia aplica lo ao setor de suprimentos da sua empresa. Lá você irá encontrar vários”cases” que irá lhe interessar bastante. Basta acompanhar bem de perto. A parte mais importante é sobre gestor não humanizado.

  8. Ricardo Vasconcelos Lelis disse:

    Boa noite Társia,

    gostaria de começar meu comentário usando uma frase que adoro “Quem faz o bem e o certo, atrai mais do mesmo..!”.

    Muitas pessoas dizem: NÃO CRIE EXPECTATIVAS EM CIMA DE NINGUÉM..! Eu acho isso muito cruel. Todos merecem um voto de confiança e todos possuem capacidades distintas que podem ser aproveitadas de alguma forma.

    Quando um gestor trata um colaborador como se o que ele está fazendo não passa da sua “obrigação”, sem dúvida na minha empresa esse gestor estaria na rua.

    No seu texto diz: “Muitas vezes, sofremos porque não obtivemos de alguém o que nós consideramos o melhor, não tivemos nossas expectativas preenchidas.” temos que tomar cuidados pois muitas vezes sofremos por pessoas que não nos proporciona o seu melhor, talvez aquele seja o limite da pessoa e ela não atingiu um desejo pessoal nosso.

    Devemos esperar muito de todas as pessoas sempre, mas temos que ter ciência que pessoas falham assim como nós falhamos.

    Sobre valores e ética. Existe uma música , onde não me lembro o compositor, que diz: O MUNDO ESTÁ AO CONTRÁRIO E NINGUÉM REPAROU! e vejo nesse simples trecho uma verdade absoluta.

    Me entristece muito ver que você é o que você tem ou proporciona de benefícios a alguém. Você é o que você veste! Quem venceu na vida com muito esforço é suspeito de tudo que conseguiu! MEU DEUS!!! QUE SOCIEDADE DOENTE!!!

    Eu sempre acreditarei que a maioria é honesta, digna e ética. E quero educar meus filhos (caso os tenha um dia) para que sejam pessoas de bem, honestos, íntegros, que possam chegar em casa todos os dias e deitarem suas cabeças no travesseiro e dormir em paz.

    O mundo não carece de pessoas de bem. O mundo carece que as pessoas com desvio de caráter encontrem o caminho correto.

    Att.

    Ricardo Vasconcelos Lelis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *