Primeira década de vida: a educação que molda o futuro
13 de dezembro de 2016
o papel do conselheiro
O papel do conselheiro em uma empresa
15 de dezembro de 2016

Humanização do gestor

Conseguimos planejar muitas coisas na nossa vida – carreiras, negócios – mas não podemos “inserir” no outro sentimentos e valores. Por isto, um gestor humanizado até pode ser desenvolvido, mas já é uma pessoa diferenciada em sua essência.

Gestor: Hoje em dia, são definidos os perfis desejados para um bom líder, como se pudéssemos fabricar personalidades. Considero isto impossível: um gestor não se humaniza, ele já é um ser humano diferenciado que, por seus talentos, no decorrer de sua carreira, chegou ao ponto de desenvolver o papel de líder.

Na nossa vida profissional, conseguimos desenhar planos de metas, avaliação de resultados, planilhas estratégicas, controles de qualidade, objetivos, mas não podemos “inserir” no outro sentimentos e valores. Para ser um gestor e líder humanizado, temos de perceber as características pessoais que fazem parte da história deste executivo. Tais percepções vão sendo constatadas desde a primeira entrevista, no processo de seleção. No decorrer do tempo, o profissional vai se destacando na convivência diária nas empresas.

Para esclarecer, não quero dizer categoricamente que um líder humanizado é melhor ou pior dentro da organização, mas, no meu ponto de vista, certos cargos de liderança devem ter como característica principal a arte de saber lidar com o outro.

As organizações possuem três pilares muito importantes.

Para mim, o primeiro e mais importante é a identificação dos clientes. Eles estão no topo da pirâmide – é para eles que prestamos serviços ou vendemos produtos. Clientes são pessoas, por isto um executivo de uma grande companhia que coordena a área de vendas deve ter a sensibilidade para entender exatamente os desejos de seu cliente, pois são eles que vão fazer o negócio prosperar ou não.

Em um nível intermediário desta pirâmide, estão os serviços ou produtos que oferecemos. Esta é a parte que considero a mais fácil da estrutura, já que, se vendemos produtos, devemos conhecer muito bem a qualidade; se vendemos serviços, temos a obrigação de proporcionar o melhor que podemos dar.

E, finalmente, temos a base da pirâmide: as pessoas. São elas que idealizam e fazem tudo acontecer. Por isto, a base deve ser forte, bem liderada, com diferenciais que produzam nos clientes uma satisfação permanente, que transforme o nosso trabalho em algo engrandecedor, que faça a nossa marca ser reconhecida e que encontre um posicionamento de mercado valorizado e humanizado.

Experiência

No decorrer da minha carreira profissional, tive a oportunidade de trabalhar com todo tipo de pessoa. Acredito que o desenvolvimento e o treinamento dos talentos são muito bem-vindos e trazem sempre um resultado positivo. No entanto, em situações de conflito, encontrar um profissional distinto em suas ações faz toda a diferença.

Não existe, de forma alguma, ser humano perfeito, muito menos um gestor que tenha uma liderança 100% assertiva. Mas, quando temos um líder com valores verdadeiramente humanizados, suas práticas e sua forma de passar pelos momentos de crise tornam-se um diferencial. Um gestor humanizado orienta e apoia seus subordinados com sabedoria, cria vínculos de confiança, conhece o potencial de cada um e consegue motivar o desejo e o crescimento do outro. Um gestor humanizado imprime em suas ações a felicidade, que é inerente a ele, por isto passa a ser exemplo através de sua conduta e simplicidade. Por fim, ele acredita que os problemas são oportunidades e consegue desenhar perspectivas diferenciadas no outro.

4 Comentários

  1. Danielle disse:

    Fantástico!
    Realmente um bom gestor normalmente não se faz, ele já o é em sua essência. A nossa natureza, natureza humana incluindo o pensar, o sentir e o agir, tende a sofrer influência da nossa cultura no início de nossa criação. Isso forma o nosso caráter e nos molda para o que seremos mais tarde, se um gestor, líder, empreendedor e assim por diante.

    • Danielle, concordo plenamente com seu ponto de vista. Existem competências técnicas
      que todos nós podemos desenvolver mas existem características da nossa personalidade que fazem toda diferença .Espero contribuir com meus artigos e se desejar envie sugestões para um próximo tema .
      Grande abraço ,
      Tarsia Gonzalez

  2. Geraldo Afonso Porto Pedrosa disse:

    Penso que o ser humano pode aprender e evoluir e deve fazê-lo permanentemente através da busca incessante pelo aperfeiçoamento pessoal e profissional. A qualidade do caráter e as características individuais, chamadas normalmente de personalidade, são o ponto de partida, mas podem ser infinitamente melhoradas na medida do esforço, dedicação e estudo de cada indivíduo.

    • Geraldo Afonso , antes de tudo quero lhe agradecer por sua participação com seu ponto de vista .
      Existem várias formas de observar esta questão por mim abordada .
      Quando falo de competências, concordo plenamente que todos nós podemos desenvolver de acordo com a busca pelo conhecimento mas quando falo de características individuais são infinitos talentos que cada um traz consigo . O ideal é que em um processo de carreira dentro de uma empresa possamos desde o início ter a percepção de onde devemos estar sabendo nossos pontos fortes e nossos pontos a serem desenvolvidos.
      Espero contribuir para sua reflexão .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *