treinamentos
Treinamentos – Quando devem ser revistos?
25 de Janeiro de 2017
especialistas
A importância dos especialistas
27 de Janeiro de 2017

A experiência de se aproximar de todos os elos da cadeia

os elos da cadeia

Ainda falando sobre minha experiência com o quadro Chefe Secreto, do Fantástico, do qual participei com muito orgulho e alegria: o melhor de nossa empresa são as pessoas que a compõe, os elos da cadeia! É incrível entender que temos defensores em todas as pontas, pessoas que realmente se orgulham de fazer parte desse time.

Capítulo 2 – Os bastidores de Atibaia e a história de Adilson da Silva

Os elos da cadeia: Como presidente do Conselho, não visitava nossas filiais constantemente, principalmente as de cunho operacional, como é o caso de Atibaia. Quando a Globo incluiu estar presente nesta filial, gostei muito da oportunidade. Sempre recebia relatórios, em que tudo corria muito bem, e tinha conhecimento de que nossos gestores da companhia visitavam as filiais. Mas o olhar feminino realmente muda tudo.

Assim que cheguei, imediatamente já observei a necessidade de várias melhorias visíveis e urgentes, aquelas que só o nosso olhar feminino consegue perceber. Uma das primeiras coisas que fiz, junto com o Adilson, com quem pude conviver nessa gravação, foi perguntar se poderíamos varrer o pátio enquanto aguardávamos o caminhão para troca de pneus. A organização é uma qualidade que cai muito bem ao olhar feminino.

Eu acredito que nossa filial não deveria passar por um processo de 5S há mais de 90 dias e o ideal é que isso aconteça, no mínimo, a cada 60 dias. Eu considero alguns processos básicos para um bom ambiente de trabalho e um deles é o que chamamos “D’olho”, que consiste nos seguintes passos:

  1.       Descartar aquilo que não é necessário;
  2.       Organizar todo o material utilizado no dia a dia;
  3.       Limpar e mante o ambiente de trabalho sempre agradável;
  4.       Higienizar todo o material utilizado, ferramentas, local de trabalho e uniformes;
  5.       Ordem mantida – manter a ordem em todos os ambientes após rodar este processo.

A necessidade de organizar o trabalho era visível e Adilson abraçou a causa imediatamente. Muitas vezes, não notamos o quanto o dia a dia está caótico, até que conseguimos imprimir ordem. Tudo flui melhor. O Ambiente onde trabalhamos deve ser sempre muito bem organizado, para que nosso desempenho e a nossa vontade de estar naquele lugar seja motivador.

6 Comentários

  1. Elis Colares disse:

    Materia excelente… Muito orgulhosa de você.. Sucesso sempre

    • Querida Elis, como é fácil falar de processos quando temos como pano de fundo o exemplo da Transpes e você faz parte desta história na última década. Obrigada por toda dedicação,profissionalismo e carinho.

  2. Ricardo Vasconcelos Lelis disse:

    Boa noite Társia,

    Estou gostando muito de vir aqui comentar seus post. Essa questão do 5S era algo que aprendi na graduação e depois não tive mais contato. Passei por um processo onde o mesmo era implantado em uma empresa que fiz parte. Assim que li o tema da matéria já corri na bibliografia para relembrar o conceito.

    Desde a graduação eu sempre tive em mente que eu sou suspeito em falar em organização. Não sei se isso seria algo positivo ou negativo, mas quando o assunto é “Organização” eu sou perfeccionista ao extremo. Aquele que separa por cor, tamanho etc etc etc. Isso as vezes gera um certo desconforto, confesso, mas como facilita um ambiente de trabalho bem organizado.
    Dependendo da situação chega a influenciar positivamente no clima entre os colaboradores.
    Requer cuidados essa aplicação, mesmo porque não podemos exigir de todos a organização que queremos, mas podemos mostrar o porque queremos determinada organização.
    Impor nunca trás os resultados que esperamos. Se buscarmos na história da humanidade, tudo que foi “imposto” a uma população não trouxe os resultados esperados. Dentro de uma organização não é diferente, é necessário DEMOCRACIA ORGANIZACIONAL (tema do meu TCC na graduação!).

    Grande abraço!

    Ricardo Vasconcelos Lelis

    • Ricardo Vasconcelos, boa noite .
      Gostaria de agradecer sua participação no meu blog com um comentário tão rico . Eu conheço o processo de 5s a mais de 20 anos e ele foi usado na Transpes para sensibilizar a todos antes da implantação da ISO 9000 .
      Concordo plenamente com você que a organização facilita muito nosso trabalho . Ao longo da minha vida profissional busquei estratégias para resultados positivos e adotar rotinas organizadas facilita muito nosso dia a dia . Acredito que nosso exemplo é a melhor forma de convencer o outro que procedimentos e atitudes corretas são muitos mais reconhecidas , tanto no mundo corporativo quanto na vida pessoal . Grande abraço.
      Tarsia Gonzalez

  3. Paulo Gil disse:

    Tarsia, bom dia.

    Como diz o sábio ditado popular:

    “O porco só engorda com o olho do dono”

    “Sempre recebia relatórios, em que tudo corria muito bem, e tinha conhecimento de que nossos gestores da companhia visitavam as filiais.”

    Sua colocação provou que relatórios não nos trazem a realidade nua e crua.

    Sei que o corpo diretivo de uma companhia não pode se preocupar se a borracharia está ou não utilizando a gaiola, mas como se diz, a teoria da prática é outra.

    Quantos colaboradores da unidade Atibaia não sabem das necessidades levantadas, mas sem diálogo nada flui.

    Alias, relatório são monólogos, onde só quem assina fala.

    Entendo que é por isso que exista o quadro do Fantástico – “Chefe Secreto”, para provar para os executivos que eles precisam ir e ver ao vivo o chão de fábrica
    bem como para saber que não estão tão bem assessorados pelos relatórios que recebem.

    Tudo isto ocorre há décadas e infelizmente é extremamente presente no mundo profissional e às vezes em proporções gigantescas.

    Por isso que o seu pai foi relembrado pelos colaboradores da lavagem com tanto carinho, com certeza ele estava presente no chão da fábrica e tinha um elo a mais
    com os colaboradores.

    Mas hoje, os executivos não se dão a este trabalho, preferem os relatórios unilaterais no ar condicionado.

    Bom, eu sou como São Tomé; só vendo pra crer e teoria é muito boa nos livros, na prática …

    As respostas estão no chão de fábrica, e isso não sou eu quem digo os outros “Chefes Secretos” provaram isto.

    Att,

    Paulo Gil

  4. Adilson freitas disse:

    Olha,em poucas palavras.
    Tarsia você está de parabéns, por mudar
    O comportamento operacional, sinto que
    O foco no funcionário é de muita valia.
    E quando o funcionário, recebe incentivos
    E treinamentos, passa a produzir mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *