sapato de salto
Do salto do sapato ao salto para a empresa
23 de novembro de 2016
geração y
Uma geração carente de valores
25 de novembro de 2016

A empresa familiar e o desafio de estreitar diferenças

empresa

Foto: Christoph Reher

Em uma realidade na qual mais de 90% das empresas tem origem familiar, o mercado brasileiro tem um grande desafio: aprender a profissionalizar a relação de parentesco, identificando os verdadeiros talentos e focando nas decisões que farão com a empresa cresça.

A grande maioria das empresas brasileiras é de origem familiar: “apenas cerca de 400 empresas nacionais são de capital aberto e com uma gestão realmente profissionalizada”, explica Tarsia Gonzalez, que é hoje presidente do conselho administrativo da Transpes, escolhida pelo terceiro ano consecutivo como a melhor empresa para se trabalhar no Brasil. Ela enfatiza: “como profissional, me refiro a uma gestão que vise o bem comum e que olhe a empresa de fora, mais com a razão e menos com o coração, sem deixar de ser humano”, explica.

Tarsia herdou a gestão da empresa do pai, fundador, e por tempos a dirigiu em parceria com os dois irmãos, um deles é hoje o CEO. “Chegou um tempo em que eu vi que precisava alçar voos maiores, mas jamais deixei de zelar pelo todo que a companhia representava, tanto que voltei para o conselho, uma forma de realizar exatamente essa profissionalização em que acredito”.

Profissionalizar

Não é fácil profissionalizar uma empresa familiar: “nós tivemos uma educação criteriosa e que nos tratou, independentemente de serem dois meninos e uma menina, como iguais. Tive os mesmos privilégios e as mesmas obrigações. Isso acabou nos dando um senso de justiça perante as diferenças”, revela Tarsia.

Senso esse que serviu para separar o que faz bem para a companhia do que faz bem apenas ao ego ou a um grupo de pessoas. A diferença de uma empresa profissional é que ela cria processos que se tornam maiores do que as pessoas, embora devam funcionar para que as pessoas sejam as grandes privilegiadas.

Tarsia explica: uma companhia tem que funcionar como uma engrenagem perfeita, independente de quem esteja no comando, e isso acontece quando os processos são coerentes e realmente condizentes com as necessidades setorizadas e com a totalidade da organização.

Estar em uma empresa familiar não significa que você não seja profissional ou esteja fadado a contribuir menos com o todo. Pelo contrário: o ambiente de uma empresa familiar é repleto de desafios e possibilidades de crescimento. O que mais importa é estar apto a observar, absorver conhecimento e colocar-se como parte, assim, como qualquer um que faça parte da história da companhia. “Todo cargo e toda pessoa importa, só o todo faz uma empresa realmente grandiosa”.

7 Comentários

  1. Elis Colares disse:

    Tarsia.. Parabéns linda reportagem. Sucesso

    • Querida Elis, estamos apenas começando.Acompanhe todos os dias uma novidade. Estarei abordando diversos assuntos ligados à gestão e a governança com o objetivo de levar para todas as empresas como a nossa Transpes é hoje a melhor empresa para se trabalhar . Divulgue para todos seu colegas de trabalho . Grande beijo

  2. Bárbara Neuma Barbosa Santiago Marques disse:

    Parabéns Tarsia!!!
    Sucesso, sempre!
    Deus te abençoe!

  3. Fernanda Brum disse:

    Querida Tarsia,
    Parabéns pelo sucesso que claro que não foi por acaso.
    Sempre apreciei sua determinação e sua certeza do que não queria, quando conversávamos isso sempre ficava claro.
    Encontramos pouco, mas sua energia positiva nos contagia sempre.
    Que continue esta profissional determinada, empresária, psicóloga, gestora.
    Que Deus sempre ilumine seu caminho.
    Bjo grande

    • Tarsia Gonzalez disse:

      Querida Fernanda,
      Com passar dos anos vamos nos descobrindo e amadurecendo nossas características .
      Nos conhecemos a mais de 10 anos e a alegria de quando encontramos é sempre a mesma .
      E minha lembrança de você sempre é de uma mulher cheia de energia e dona de um sorriso lindo que encanta.Fico muito honranda com sua participação no meu blog e feliz em saber que sempre consegui passar para você uma boa energia . Estarei todos os dias trazendo novidades para encantar e refletir algo da vida, que faça diferença a quem eu puder alcançar . Beijos

  4. Geovando T. Lima disse:

    Oi Tarsia, vi ontem a primeira parte da matéria no fantástico “Chefe Secreto” e fui buscar mais informações sobre a Transpes e consequentemente sobre você. Meu parabéns! E sobre a matéria acima também ficou muito bem explicitado o tato e o cuidado que você tem com as pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *