A busca pela carreira perfeita
30 de Maio de 2017
Os 3 pilares da gestão humanizada
2 de junho de 2017

Como entender a origem da insatisfação profissional?

Estar em dia consigo mesmo é uma questão de autoconhecimento. Se não sei onde quero chegar e os meios que tenho para isso, como seguir da maneira certa? Quem não sabe o que quer, acaba insatisfeito. Hoje, vamos falar sobre a origem da insatisfação profissional.

 

No Brasil, vivemos duas realidades muito duras com os jovens: de um lado, uma parcela da população que precisa começar a trabalhar muito cedo, para ajudar nas finanças da casa; de outro, uma juventude que não é preparada para empreender. No meio disso, carreiras que são construídas sem nenhum planejamento e uma invariável insatisfação, lá na frente.

Eu sempre bato em uma tecla que considero de extrema importância: o autoconhecimento. Saber quem somos, quais nossos potenciais e propósitos é algo fundamental para construir uma vida, tanto profissional quanto pessoal. O problema é que não temos tempo, de um lado, e não temos a preocupação, de outro.

Ou iniciamos a vida profissional por necessidade, ou satisfazemos as expectativas da sociedade ou da família. Em ambos os casos, o que acontece é que não estamos construindo um caminho autoral. Acredito que essa seja a principal causa da insatisfação profissional: não estamos, na maioria das vezes, onde queremos estar.

Acontece que somos todos senhores dos nossos destinos e, mesmo ante as maiores dificuldades e barreiras, vemos pessoas que lutam por seus sonhos, que correm atrás, diariamente, para que seja possível em algum momento, redirecionar a carreira e passar a fazer aquilo que se ama. Nunca é tarde.

Só é preciso ter em mente que não é tarefa fácil, porque precisa partir do conhecimento de si mesmo, do entendimento de quem eu sou e o que realmente quero. Tomar decisões é sempre a parte mais difícil. Depois disso, a parte prática torna-se mais fácil e até prazerosa, se estamos correndo atrás da nossa verdadeira paixão.

Foto: Sandro Vasconcelos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *