Intuição X Conhecimento
16 de Fevereiro de 2017
Mas afinal, o que é o carnaval?
20 de Fevereiro de 2017

Casual Day – Porque precisamos de um dia livre

Buscar resultado acima de tudo é prejudicial para a saúde! A vida é dividida entre várias áreas e o trabalho é uma delas. E falo com propriedade: quem quer ser extremamente produtivo precisa estar em dia com todas as outras faces do viver.

Jornada de trabalho exaustiva, problemas a resolver, pendências que parecem nunca acabar, um dia que parece pequeno para dar conta de tantos afazeres. Quem se identifica com essa realidade? E aí, chega a sexta-feira, dia de deixar a gravata e o salto alto de lado, dia de mais conforto, menos cobrança, o final de semana está logo aí. Por que esse dia foi instituído e por que ele é tão importante nas empresas?

Criada nos anos 50 nos Estados Unidos, como um incentivo para os funcionários que precisam trabalhar trajados formalmente, o casual day ganhou força nos anos 70, mas só ficou realmente popular nos anos 90. Aqui no Brasil, ficou mais popular ainda por causa do nosso clima tropical.

Acredito que o casual day esteja muito relacionado a essa necessidade que temos, de tempos em tempos, de desacelerar. A informação, hoje, nos chega em um tempo recorde, temos tudo à mão, e a internet nos permite trabalhar de todos os lugares. Isso pode ser muito bom, mas também pode simplesmente nos engolir e acabar com o tempo livre e para a família, tão necessários.

Não podemos nos esquecer, antes de tudo, de nossos limites e de nos mantermos sempre saudáveis e aptos para desenvolvermos nossas tarefas. Para que isto ocorra, é muito importante que as pessoas não entrem em um processo de competição desenfreada, pois tudo passa e todas as áreas de nossa vida, devem ter igual importância. Não fomos feitos só para o trabalho, a vida é tão ampla que seria muito pouco viver apenas para ganhar dinheiro. A chave está em fazer um pouco de todas as coisas e saber dividir a vida entre o que são obrigações, responsabilidades e sonhos.

Coloco nas obrigações tudo aquilo que só depende de nós, que o outro não pode executar no nosso lugar. Os papéis que assumimos em nossa vida, de sermos filhos, pais, amigos. Mas a melhor parte disso tudo é saber viver e a vida é simples. Devemos buscar fazer coisas agradáveis, que nos façam bem, participar de encontros familiares, estar com os amigos, ir ao cinema, ter o seu tempo pessoal com todos aqueles que você ama. Só assim é possível estar apto para, no tempo da obrigação, não a sentir como um peso.

Por isso, o que chamamos de casual day tem tanta importância nas nossas vidas. Viver todas as faces do dia a dia é importante, entender que há tempo para tudo, também. Então, esta é a palavra-chave: equilíbrio! Faça do seu casual day algo que equilibre a sua semana e o seu mês e jamais deixe de programar as suas férias, pois o seu corpo, mente e a sua alma precisam entender o porquê viver vale a pena.

4 Comentários

  1. Pedro disse:

    Sábias palavras Tarsia e onde cabe a família em tudo isso???

  2. Paulo Gil disse:

    Tarsia, boa noite.

    Por isso que eu defendo a ideia de:

    “FEZ 40 APOSENTA”

    Ai sim, poderemos fazer o que quiser e até trabalhar, mas sem os “protocolos” organizacionais e burrocráticos do Estado.

    Tantos protocolos, tanta rapidez de informação e tecnológica, mas infelizmente os problemas nas corporações e órgãos são os mesmos há décadas.

    https://www.youtube.com/watch?v=shQSWIumUU8

    São sempre os mesmos dias e os mesmos problemas de sempre.

    Só nos finais de semana há momentos de relax.

    Sem contar que hoje tudo é no “by the book”, de acordo com o sistema ou com os manuais.

    “Sua ligação é muito importante para nós”

    “Você ligou para nós”

    Att,

    Paulo Gil

  3. Ricardo Vasconcelos Lelis disse:

    Boa noite Társia,

    mais um belo texto. Parabéns..!

    Em algumas palestras ou workshop que faço, noto que alguns gestores ou mesmo colaboradores vivem em função do trabalho. De casa para o trabalho e do trabalho para casa. De segunda à sexta, ou sábado para alguns, e no domingo dorme o dia todo porque na segunda tudo recomeça.

    Não desmereço a importância do trabalho. Tenho comigo que ele enobrece o homem. Dignifica, melhor dizendo.
    Mas e todos aqueles que estão envolvidos indiretamente com o trabalhador? Filhos, esposas, irmãos, pais, cachorro, papagaio e periquito? Eles também são importantes.

    Trabalho com Gestão Ambiental, e em 99% das pessoas com quem converso acham que a Gestão Ambiental só tem relação com rios, plantas e animais. Triste engano!

    Nota-se que o trabalho que você busca desenvolver na Transpes é justamente esse, trabalhar a Gestão Ambiental dentro da empresa, mas não digo isso sobre ser uma empresa correta quanto ao meio ambiente, mas sim gerir o ambiente organizacional da empresa. Quando você falou sobre a Alegria x Produtividade, me veio aquele texto ao escrever esse aqui.

    Aprendi com um amigo que para o ambiente estar bem, não adianta olhar apenas para o próprio umbigo e trabalhar no bem estar próprio. Todos aqueles que estão envolvidos precisam estar bem, ou seja, acaba sendo nossa responsabilidade direta ou indiretamente, colaborar na melhoria do próximo.

    Alguns me taxam de louco, mas eu AMO as Segundas-Feira. Porque? Não sei! Mas é um dia que estou mega disposto a fazer tudo buscando muito êxito. Desde malhar até o trabalho.
    Um dia que eu não goste? Os Domingos e seus marasmos. rsrsrsrs

    Seu post de hoje define muito “mens sana in corpore sano”.

    Att.

    Ricardo Vasconcelos Lelis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *